Ponte medieval de Vilela - Arcos de Valdevez, Portugal
Posted by: Groundspeak Premium Member razalas
N 41° 55.256 W 008° 26.507
29T E 546287 N 4641148
Quick Description: [PT]A ponte medieval de Vilela é uma ponte portuguesa sobre o rio Vez, localizada na freguesia de Vilela.[EN] The medieval bridge of Vilela is a bridge over the river Vez, located in the parish of Vilela.
Location: Porto, Portugal
Date Posted: 10/13/2011 4:36:44 PM
Waymark Code: WMCV84
Published By: Groundspeak Premium Member silverquill
Views: 1

Long Description:
[PT]
A ponte de Vilela é uma ponte tipicamente medieval, sem vestígios de anteriores estruturas romanas, ao contrário de um considerável número de exemplares dos séculos XII a XV que reutilizaram antigas passagens construídas nos primeiros séculos da nossa Era.
A primeira referência conhecida consta das Inquirições de 1258, altura em que já se refere o topónimo "Ponte", facto que prova a sua existência por esta altura. Ainda que desconheçamos a data em que foi construída, a opinião de que se trata de um monumento dos meados do século XIII ou ligeiramente anterior, ainda da primeira metade da centúria, é razoável face ao que conhecemos acerca da evolução estilística destas estruturas durante a Idade Média.
Ela compõe-se de dois arcos apontados desiguais - o mais perto da margem direita de menor vão e o que repousa na margem esquerda de maior abertura -, diferença explicável pela existência de uma campanha reformadora no final da Idade Média. De facto, poderíamos supor que esta solução atípica fosse o resultado de adaptação da ponte às duas margens, o que estaria na origem das diferenças do tabuleiro, "com uma rampa bastante inclinada do lado da margem direita e em suave declive do lado da margem esquerda, vencendo assim o desnível acentuado que se verifica entre as duas margens". No entanto, é mais natural que ela corresponda a uma empreitada posterior, optando-se por um arco quebrado de maior vão, por forma a elevar a estrutura e a colocá-la mais facilmente ao nível da margem. Entre os arcos, e virado a montante, existe um talhamar prismático, "já sem função estrutural", que servia de reforço estrutural à primitiva configuração da ponte.
O tabuleiro mantém grande parte do revestimento medieval, com piso constituído por lajeado de granito de grandes dimensões, mas de talhe imperfeito e disposição irregular. É protegido por guardas de cantaria dispostas verticalmente, característica que parece indicar outras reformas ao longo dos séculos de que se desconhecem a data e os trabalhos efectuados. Com um comprimento de 60 metros e uma largura de 4,20 metros, serviu, até hoje, como ponto fundamental de passagem entre as duas margens do rio Vez, substituindo-se os medievais carros de tracção animal pelos modernos veículos de ligeiros e pesados.
No século XVII, em plena Guerra da Restauração, o exército espanhol retirou de território português por esta ponte, sinal de que continuava funcional e poderia servir eficazmente de caminho por onde passar um pesado exército de infantaria. Também da Idade Moderna é o conjunto de alminhas na margem esquerda, onde se pintou uma rude e fruste representação de Santa Luzia. Ainda neste local, existem vestígios de uma antiga capela, provavelmente da mesma invocação que as alminhas, elemento de sacralidade dos caminhos e das passagens ribeirinhas, cuja tradição remonta à Idade Média e que tantos exemplos deixou na paisagem humanizada do nosso país.
Com função ininterrupta até aos nossos dias, o trânsito rodoviário assume-se como um dos problemas de sustentabilidade da ponte, a que se junta a falta de manutenção e de limpeza das juntas. Monumento fundamental para a história regional e para a história da actividade pontística medieval, a ponte de Vilela mantém-se como um imóvel simbólico dos antigos caminhos e das marcas de humanização do Entre-Douro-e-Minho, numa região claramente periférica, mas onde, por isso mesmo, as marcas da medievalidade melhor se conservaram.


[EN]
The Vilela Bridge is a bridge typically medieval, with no traces of earlier Roman structures, unlike a considerable number of copies of the XII to XV centuries that reused old passages built in the early centuries of our Era
The first known reference consists of Inquiries of 1258, when he has already referred the toponym "Bridge", a fact that proves its existence at this time.
It consists of two pointed arches unequal. The arch closer to the right margin is less open and the one what lies on the left bank of has a greater openness.


From: (visit link)
Physical Location (city, county, etc.): Arcos de Valdevez

Road, Highway, Street, etc.: Road (Closed)

Water or other terrain spanned: River Vez

Construction Date: XII Century

Architect/Builder: Not listed

Visit Instructions:
Post one photo of the bridge that is a different view from the one on the page and describe your visit. Add any additional information that you may have about this bridge. A GPSr photo is NOT required.
Search for...
Geocaching.com Google Map
Google Maps
MapQuest
Bing Maps
Trails.com Maps
Nearest Waymarks
Nearest Stone Bridges
Nearest Geocaches
Nearest Benchmarks
Nearest Hotels
Create a scavenger hunt using this waymark as the center point
Recent Visits/Logs:
There are no logs for this waymark yet.